A MÃO DE JESUS NA VIDA DOS PASTORES


Por Marcelo Lyrio



“O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas.” - Apocalipse 1:20

“Escreve ao anjo da igreja de Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:” - Apocalipse 2:1

INTRODUÇÃO

O Apóstolo João por uma orientação do Senhor Jesus, quando estava exilado na ilha de Patmos, escreve sete cartas às sete igrejas da Ásia, são elas:  Éfeso, Smirna (ou Esmirna), Pérgamo, Tiatira, Sardo (ou Sardes), Filadélfia e Laodicéia,  onde nas mesmas haviam vários conselhos vindos diretamente do Senhor para cada uma delas, e em todas as cartas o Senhor Jesus se revela de uma forma para as igrejas que as cartas são dirigidas.

DESENVOLVIMENTO

 O texto em questão está relacionado com a carta de Éfeso, onde o Senhor Jesus fala que sabia das suas obras, do trabalho que aquela igreja realizava. “E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.” - Apocalipse 2:3

Mas, além disso, ele menciona como Jesus está apresentado nessa carta. “...aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:” Apocalipse 02:01

O texto diz que Jesus tem na sua destra sete estrelas, e anda no meio dos castiçais, e conforme o versículo 20 do capítulo 01 de Apocalipse, as estrelas são os anjos das sete igrejas para as quais as cartas foram dirigidas, e os castiçais são as sete igrejas.

Em todas as cartas nós vemos para quem ela é primeiramente direcionada para consecutivamente ser apresentada a igreja, e é por isso que se vê nos textos das cartas a seguinte expressão: “...Escreve ao anjo da igreja...”, ou, “...E ao anjo da igreja...”; sendo assim, primeiramente cada carta tinha como destinatário o anjo da igreja e por consequência a própria igreja que a carta se referia.

A carta se dirigindo primeiramente ao anjo da igreja tinha todo um significado e uma grande importância, isso por que o anjo que a carta diz estava intimamente ligado aquela igreja para a qual a carta foi escrita, pois o anjo que o Senhor Jesus se refere nas cartas não se trata de um anjo ser celestial, mas sim daquele que era o líder da congregação local, aquele que era o responsável pela igreja, aquele que estava a frente do povo que se reunia naquela igreja, então, sendo assim, a carta era dirigida primeiramente ao Pastor da igreja, para assim depois ser apresentada àquela igreja para a qual o Senhor Jesus estava falando.

Mas por que pode-se afirmar que o anjos aqui mencionados são os Pastores das igrejas e não seres celestiais?

O Novo Testamento foi escrito em grego, e a palavra anjo no grego se chama Angelos, que sua vez significa mensageiro, mas o mensageiro aqui era aquele que era o responsável por trazer uma mensagem da parte de Deus para a igreja, era o responsável por doutrinar a igreja segundo a palavra de Deus, era aquele que tanto doutrinava a igreja, bem como a exortava nos momentos necessários, essas atribuições como todos bem sabemos, cabem tão somente ao Pastor da igreja.

Além disso, não há nenhum registro na palavra de que um anjo no sentido de ser celestial foi líder de alguma congregação local, todos os que foram responsáveis por igrejas foram homens levantados por Deus para exercer essa função, como por exemplo, o Apóstolo João que foi Pastor em Éfeso, Timóteo que também foi Pastor, e outros, por esses motivos aqui apresentados, o anjo da igreja que as cartas se referem são os Pastores das igrejas.

O texto bíblico no versículo 01 da capítulo 02 de Apocalipse, diz que Jesus tem na sua destra, ou seja, na sua mão direita sete estrelas, e as estrelas como explicado no versículo 20 do capítulo 01 são os anjos das igrejas, que por sua vez são os pastores das igrejas, ou seja, Jesus tem na sua mão os Pastores das igrejas.

O texto mostrando o Senhor Jesus tendo na sua mão a vida dos Pastores nos mostra que podemos ver algumas coisas.

- Jesus cuida da vida dos Pastores.
Podemos ver aqui que o Senhor Jesus segurando na sua mão a vida dos Pastores, todo o cuidado e zelo do Senhor pela vida dos mesmos, suprindo as suas necessidades, sustentando-os a cada dia, e preservando as suas vidas.

- O Ministério de Jesus está presente.
A mão do Senhor Jesus simboliza o Seu Ministério, isso nos mostra que o ministério de Jesus está presente na vida dos Pastores, a base para que os Pastores estejam a frente das igrejas é o Ministério de Jesus, sendo assim, os Pastores estão a frente das igrejas baseados no Ministério de Jesus.

-Jesus tem o controle de todas as coisas.
Jesus tendo os Pastores na sua mão nos mostra que Ele (O Senhor Jesus) tem o controle de tudo, nada está fora do seu controle, Ele governa todas as coisas e também a vida dos Pastores, sendo assim, aquilo que os Pastores fazem na realização da obra do Senhor é debaixo do Governo do Senhor Jesus, segundo o Seu querer, pois Ele (o Senhor) tem o controle de todas as coisas.

CONCLUSÃO

As cartas que João por orientação do Senhor Jesus escreveu às sete igrejas da Ásia, no sentido profético não seriam somente a essas igrejas, pois cada carta profeticamente corresponde a um período da história da igreja ao longo dos séculos, isso mostra que em toda a história da igreja, Jesus sempre esteve presente na vida dos Pastores, sempre cuidando das suas vidas, seu Ministério sempre esteve presente, dando assim base aos Pastores para estarem assim a frente das igrejas, e também manifestando a sua vontade na vida dos mesmos, pois Ele tem o controle de tudo nas suas vidas e governa todas as coisas.

A pessoa de Cristo (1) A.W. Tozer (3) aborto (1) Abraão (2) adventismo (2) adversário (1) Ágape (1) Agostinho (2) águas (1) Albânia (1) Além da Letra (2) alforria (1) aliança (1) Amor (1) Anjos (1) Antigo testamento (1) Antonio Gilberto (2) apocalipse (3) apologética (2) apostasia (2) arminianismo (5) Arrebatamento (2) arrependimento (1) Àsia (1) Ásia Central (1) Assembléia de Deus (2) Auschwitz (1) autoridade (1) Auxílio ao Obreiro (1) avião (1) batatas (1) Batismo com Espirito Santo (2) batismo com Espírito Santo (1) batismo infantil (1) batismo no Espirito Santo (1) BBC (1) bebida alcoólica (2) Ben Gurion (1) Bençãos (1) bereanos (1) besta (1) bíblia sagrada (2) Bíblia x Ciência (1) Biblicamente (2) bibliologia (1) Billy Graham (1) Blog Belverede (1) bois (1) brecha (1) Brenda B. Colijn (1) Bruno Rocha (1) calvário (1) CALVINISMO (24) calvinistas (1) Calvino (4) cananeus (1) carpinteiro (1) carta (1) carta de Judas (1) casamento (1) Castellion (1) certo (1) cerveja (1) cessacionismo (4) Ciro Zibordi (12) clamor (1) Claudionor de Andrade (2) colheita (1) comportamento (5) confraria pentecostal (1) Conhecimento (1) continuismo (1) conversão (1) convite (2) Corpo de Cristo (1) CPAD (1) cristãos (1) cristianismo (3) cruz (1) Daladier Lima (3) Dan Corner (1) Daniel Santos (30) Dave Hunt (2) Davi (1) David Botelho (5) David Cloud (1) Deus Conosco (1) devocional (6) diaconisas (1) diálogo (1) dizimo (1) dízimo (2) domingo (1) Dons Espirituais (13) Douglas Batista (1) Doutrina Pentecostal (1) Doxologia (1) eleição (3) Elias (1) Elisabeth I (1) Eliseu Antonio Gomes (1) Eliseu Gomes (2) enganador (1) ensino (1) equívocos religiosos (2) errado (1) erudição (1) escórias (1) escravatura (4) Esmirna (2) eternidade (1) ética cristã (1) EUA (1) evangelho (5) evangelicalismo (1) evangelismo (1) exegese (1) Experiência (1) expressões idiomáticas (1) família (4) família Cristã (3) fariseus (1) (2) felicidade (1) Festa da dedicação (1) ficção (1) filmes (1) filosofia (4) fim (1) Flip Benham (1) fonte (2) fortalecimento (1) fundidor (1) Gálatas (1) graça (4) grupo de estudos (1) Gunnar Vingren (1) Habacuc (1) Hebreus (1) herege (1) heresia (4) heresias (2) Hernandes Lopes (2) história (3) história eclesiástica (3) igreja (4) igreja brasileira (3) Igreja Fiel (4) igreja primitiva (1) Imael Brito (1) imperialismo (1) Inglaterra (1) Institutas (1) interpretação (3) investigação (4) Isaías (2) Islamismo (1) Israel (3) Jerusalém (1) João Cruzué (1) John Wesley (1) Josenilson Félix (8) Jourdon Anderson (1) jugo desigual (1) juízo (1) Julgamento (2) Keith Coward (1) Kelem Gaspar (1) leitura (1) leões (1) liberalismo teológico (1) linguagem cristã (1) Línguas estranhas (4) livramento (1) livre-arbítrio (11) livro da vida (1) Luciano Subirá (2) Lutero (4) maçã (1) madrugada (2) Marcelo Lyrio (3) Marco Elias (38) marmita (1) marxismo (1) matrimônio (1) Max Lucado (1) Melquisedeque (2) Menno Simons (1) milagre (2) ministério (2) ministério feminino (2) missionários (2) missões (11) missões transculturais (1) mitos (1) Moisés (1) morte de Cristo (2) mulher (1) mulheres (2) Mundanismo (2) muro (1) Natal (2) nazismo (1) Nietzsche (1) noiva (1) Norman Geisler (2) Noruega (1) novo testamento (2) Obreiro Aprovado (1) Oração (5) Oriente Médio (1) ovelha (1) Palavra (3) palavra revelada (5) palha (1) pão (1) parlamento (1) pastor (1) pastores (1) Paulo Junior (1) paz (1) Pecado (2) pedobatismo (1) peixe (1) pentecostais (2) Pentecostalismo (3) perdão (1) perseguição (1) perseguições (1) personagens (1) piedade (1) pobre (1) prata (1) Predestinação (7) pregação expositiva (2) pregadores (1) Pródigo (1) Profecia (5) profecias (1) Promessas (1) questionamentos (5) razão (1) razão humana (2) recenseamento (1) Reforma Protestante (5) refugiados (1) Relacionamento (1) religião (1) religiosidade (1) remédio (1) renovados (1) repreensão (1) retórica (1) revelação (7) rico (1) sábado (2) sabedoria (1) sacerdote (1) sacrifício de Jesus (2) salmos (2) Salvação (12) Samoa (1) Sandro L. Oliveira (1) sangue de Jesus (2) santidade (1) Santificação (1) satélite (1) século XX (1) Século XXI (1) serpente (1) Silas Daniel (1) simplicidade (1) sinais do fim (1) soberania de Deus (2) Sofia Müller (1) sola scriptura (1) soldado (1) soteriologia (5) Spurgeon (3) Susanna Wesley (1) Teologia (11) Teologia Pentecostal (1) terrorismo (1) terroristas (2) testemunho (1) Tiago Rosas (5) titanic (1) Tony Sousa (2) trigo (1) Vale (1) verdade (1) Versículos Bíblicos (1) vida (1) vida cristã (12) vídeo (1) vídeos (1) vinha (2) vinho (1) whatsapp (1)